As 5 linguagens do amor das crianças

Você sabe falar a linguagem de amor do seu filho? Cada criança possui uma linguagem de amor principal e específica, uma maneira pela qual ela compreende melhor o amor do seu pai e da sua mãe. Isso eu li em um dos livros que eu mais gostei sobre criação de filhos. Ele mostra as várias maneiras que você tem de “falar” ao seu filho o quanto o ama, que não seja apenas com palavras. Cada criança é mais sensitiva a uma maneira de demonstração de amor, porque não existe certo e errado, existe a maneira que funciona pra vocês. 

Perceba os sinais do seu filho. Qual a maneira que ele mais gosta de receber o seu amor? Muitas vezes, a maneira que ele chama a sua atenção para algumas coisas é só a maneira de dizer que precisa de um pouco mais de amor, não que você não esteja dando, mas da maneira que ele gostaria de receber.

1. TOQUE FÍSICO

Abraços e beijos são a maneira mais comum de falar essa linguagem de amor por meio do toque. Mas há também outras maneiras que nem percebemos como jogar a criança para cima, brincar, ler um livro com a criança no colo fazendo carinho em seus cabelos. 

Para as crianças que têm essa linguagem de amor como primária, o toque físico comunica o amor mais profundamente do que com as palavras “eu te amo”, por exemplo.

2. PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO

Palavras de carinho e afeto, palavras de encorajamento, palavras que dão orientação positiva, todas dizem: “Eu me preocupo com você”.

Algumas palavras são essenciais para algumas crianças, elas nutrem o senso interno de valor e segurança da criança. As crianças, em especial as que têm essa linguagem como primária, colhem os benefícios dessas palavras de afirmação por toda a vida.

3. TEMPO DE QUALIDADE

Tempo de qualidade é a atenção focada, 100% ao filho. E hoje em dia é uma das formas que os pais têm mais dificuldade em demonstrar por falta de tempo.

O tempo de qualidade é um dos maiores presentes que um pai pode dar para uma criança, pois transmite a seguinte mensagem: “Você é importante. Eu gosto de estar com você”.

Isso faz a criança sentir que ela é a pessoa mais importante do mundo para os pais. Ela se sente verdadeiramente amada porque ela tem seu pai para si.

Quando essa é a linguagem primária da criança, sem tempo de qualidade, ela será inquieta e terá a sensação de que os pais não a amam de verdade.

4. PRESENTES

Dar e receber presentes pode, também, ser uma poderosa expressão de amor. Os presentes mais significativos se tornam símbolos de amor, e acabam transmitindo a linguagem do amor.

A maioria das crianças responde positivamente aos presentes, mas para algumas, receber presentes é sua principal linguagem de amor. Para as crianças que possuem essa linguagem como primária, não importa o valor financeiro do presente, mas sim o valor emocional.

Uma concha do mar trazida de um lugar que você visitou, por exemplo, transmite fortemente a mensagem de que onde quer que você vá, seu filho sempre estará nos seus pensamentos e no seu coração.

5. ATOS DE SERVIÇO

Atos de serviço são o bolo feito com carinho, a comida que a criança gosta, um banho gostoso, etc.

Esta linguagem é muito utilizada pelos pais e uma das menos percebida pelos filhos. Só quando o tempo passa, e os filhos se tornam adultos, eles entendem que muitas vezes a falta do abraço, beijo, palavras e tempo de qualidade se materializou nos cuidados que recebeu dos pais.

Se a linguagem primária do seu filho for atos de serviço, é importante dar atenção aos pedidos dele e reconhecer quando o agrado vai ajudar a encher o tanque de amor da criança. Como fazer o seu bolo favorito, por exemplo.

O que fazer para que os seus filhos desenvolvam o sentimento de gratidão?

Oi, meninas. Tudo bem? Hoje quero compartilhar com vocês um assunto muito interessante sobre ensinar as crianças a serem gratas. Sabia que é importante os pais desenvolverem desde cedo esse comportamento nos seus filhos? Existem maneiras que elas podem agradecer e vão aprender a celebrar e apreciar grandes e pequenas bênçãos. Separei algumas dicas do que funciona aqui em casa e espero que vocês gostem!

Organize e Doe 

Incentive seus filhos a doarem brinquedos e roupas que não são mais usados. Deixe-os saber que algumas coisas que eles não precisam mais, podem ser úteis para outra criança. Eu faço isso sempre com a Lulu e o Pedro e eles adoram esse momento pois além de ajudar ao próximo, estamos também compartilhando momentos mãe e filhos. 

Agradeça nas pequenas coisas

Muitos pais ensinam seus filhos a dizer obrigado quando recebem um presente, mas se esquecem de ensinar a agradecer pelos favores cotidianos. Seja um exemplo agradecendo seus filhos por pequenos gestos como: pegar um copo d’água, lhe entregar algo que caiu no chão. Gestos rotineiros, que por força do hábito, não damos o devido valor. 

Aprecie momentos simples

Tire um tempo para apreciar as coisas boas com seus filhos. Use o tempo de viagem no carro como uma oportunidade de compartilhar algo de positivo, talvez, dizendo: “Olhe para as folhas bonitas dessa árvore” ou “não foi divertido fazer esse desenho na aula hoje”? Estas conversas simples incentivam as crianças a contemplarem e apreciarem as bênçãos ao seu redor.

Mantenha a gratidão como rotina

Uma das maneiras mais práticas para inspirar seus filhos é dando exemplo de gratidão de maneira simples. Você não tem que ser envolvido em grandes projetos o tempo todo. Ensine seus filhos a serem gratos por pequenas coisas e tenha como hábito diário a gratidão.  

Grande beijo, Lia Clerot!