Imprimir

A importância da vida equilibrada

Sabe aquele ditado de que tudo em excesso faz mal?  Pois bem, essa frase nunca fez tanto sentido quanto agora. Muita gente se diz multitarefas e quer abraçar o mundo, deseja ter tudo ao mesmo tempo. Mas nem sempre é tão fácil dar conta de tudo. O importante é manter o equilíbrio, por mais difícil que seja. As consequências de uma vida sem esse autocontrole são o estresse, infelicidade, insatisfação e isso pode até causar doenças sérias, como a depressão. Portanto, não brinque com sua sorte.

 

Geralmente, existem diversas esferas na rotina de uma mulher adulta: família, trabalho, saúde, lazer, beleza, amigos. Todas elas são essenciais para você se sentir bem e confiante em si mesma. Mas a maior dificuldade da maioria das pessoas é dar conta disso tudo e não ter uma overdose em alguma dessas áreas.

 

Um exemplo: em tempos de crise, é comum que alguém decida se dedicar mais ao trabalho, fazer horas extras ou arrumar um “bico”. É possível encontrar pessoas que cumpram rotinas extremamente exaustivas de 14h de atividades profissionais só para compor a renda de casa.

 

A única coisa que tenho a dizer a essa pessoas é: Apenas pare. Se seu trabalho está dominando seu cotidiano, certamente você não está conseguindo se dedicar a nenhuma outra área da sua vida. E isso fará com que você não consiga fazer nada direito. Sua saúde e bem-estar devem estar em primeiro lugar.

 

Vamos verificar algumas causas e como conseguir driblá-las:

 

Má gestão de tempo: É importante gerenciar bem o seu tempo para não chegar a um quadro de exaustão causado pelo trabalho. Não importa se atua em um escritório, consultório, fábrica ou qualquer ambiente. Quando sair de lá, tente se desligar.

 

Para quem faz home office, pode ser um pouco mais difícil, mas é importante definir horários também. Durante 8h, 10h diárias, no máximo, dedique-se às suas obrigações profissionais e foque toda a atenção possível. Depois disso, acabou. Essa rotina é essencial para o bom funcionamento do corpo e da mente.

 

Deixar sua família em segundo plano: Nem precisa dizer que família é prioridade, né? E encontrar um tempo de qualidade para passar com quem você ama é primordial. Vá a um parque com eles, saia para fazer um programa que gostem, viaje sempre que possível, mas esteja com essas pessoas: seus filhos, pais, marido, irmãos.

 

Trabalhar para oferecer o “melhor” para nossos filhos é a desculpa de muita gente. Mas, se o dinheiro não está suficiente, tente reduzir os supérfluos para ter essas horinhas disponíveis para as crianças e para o marido. Lembre-se: o melhor para eles é te ter sempre ao lado quando eles precisarem.

 

Não se preocupar com a saúde: Um erro grave que muitos cometem é “deixar para lá” as questões ligadas à saúde. Mas, pense: se seu corpo não estiver bem, o que você terá? Nada. Isso tem que vir em primeiro lugar. Algumas dicas para isso:

Faça visitas regulares ao médico e peça um check-up, pelo menos, uma vez ao ano;

Mantenha uma alimentação saudável;

Faça exercícios físicos regularmente;

Preocupe-se com a quantidade e a qualidade do seu sono.

 

E lembre-se: para mente e corpo sadios, você precisa trabalhar esse equilíbrio.

 

O texto foi oferecido pelo www.checkinsaude.com.br

Se você gostou, deixe suas opiniões nos comentários.

publicidade-1
publicidade-2
publicidade-3

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot