IMG_9867
Imprimir

As pessoas estão se matando

Suicídio não é bobagem, não é frescura, mas algo muito sério e pode acontecer com qualquer um

Como estamos no mês do Setembro Amarelo, que é uma campanha mundial que ocorre para prevenção de suicídio, pensei em falar sobre o amor. Já não é tão raro saber que alguém se matou e eu fico triste demais com isso. Suicídio não é bobagem, não é frescura, mas algo muito sério e pode acontecer com qualquer um. Precisamos nos atentar ao outro e uma das formas de fazer isso é dando-lhe amor.

Refletindo sobre o tema, lembrei de uma palavra que ministrei sobre o assunto e quero compartilhar com vocês aqui. Quando falamos sobre o amor podemos explorar muitas vertentes: o amor a Deus, o amor-próprio, o amor ao próximo, o amor conjugal ou paterno etc. Existem infinitas manifestações do amor, entretanto há algo que precisamos entender: a maneira como nos amamos reflete a maneira como nós amamos a Deus e vice-versa.

Há um poema de Ulrich Schaffer que diz: “Quando eu te amo mais do que amo a mim mesmo, na realidade estou te amando menos. Amando a mim mesmo menos que a ti, eu torno mais difícil. O teu amor por mim depende grandemente do amor que tenho por mim, e o meu amor por ti será mais forte se amares a ti mesmo do modo que amas a mim.” Esse poema é uma verdade, pois muitas pessoas julgam que amar mais ao próximo as farão amar-se mais, sendo que a verdade é justamente o inverso. O melhor presente que podemos dar às pessoas que amamos é nos amar. Muitos se preocupam tanto em amar ao próximo que esquecem de amar a si mesmos.

Sempre questionamos se estamos amando aos outros de maneira correta, mas raramente questionamos se estamos amando a nós mesmos. Amar a nós mesmo é aceitarmo-nos integralmente da maneira como nós somos, com nossas debilidades e habilidades, sucessos e fracassos, forças e fraquezas. Muitas vezes, outras pessoas nos veem melhor do que nós mesmos nos vemos. Ao invés de cobrar ou acusar alguém por algo que não recebemos, procure praticar com ele aquilo que cobramos. Cobrar é muito fácil, fazer é mais difícil. Se atente aos seus sentimentos, a sua vida, comece a se cuidar mais, prestar mais atenção em você. Procure ajuda se achar que há necessidade. Se ame para amar mais ao próximo.

Bjs

Lia Clerot

publicidade-1
publicidade-2
publicidade-3

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot