Imprimir

Até que ponto as redes sociais fazem bem para você?

O importante é saber dosar e ter em mente que ninguém é feliz o tempo todo

O acesso desequilibrado à tecnologia tem levado as pessoas a compararem suas vidas com as de seus amigos virtuais. Você tende a assumir que sua vida é sem graça, seu casamento não é tão bom, seus filhos não são tão inteligentes, sua casa não é tão bonita e assim por diante. Isso gera ingratidão e uma sensação de fracasso que levam à depressão.

E nessa época do ano esse sentimento de frustração aumenta ainda mais, você começa a ver todas as pessoas com suas belas ceias de natal, com sua mega família de comercial de margarina. E no Ano Novo?! Todo mundo nas praias mais maravilhosas do mundo, tomando suas bebidas caríssimas. 

Muitas vezes essas pessoas não estão tão felizes como parecem nas redes sociais.  A família dela não é tão legal assim, a viagem foi dividida em 12 vezes e aquela foto só registrou o único sorriso da noite. Não pense que a vida dos outros é melhor que a sua, as pessoas só querem mostrar o lado bom de tudo nas redes sociais e é o que gostamos de ver. Ninguém está interessado no problema das outras pessoas e realmente entramos nas redes sociais como um momento de descontração mesmo.

O importante é saber dosar e ter em mente que ninguém, mas ninguém é feliz o tempo todo. Todo mundo tem seus problemas, suas alegrias e suas tristezas. Saiba que Deus é o único que pode te dar paz, harmonia e propósito de vida.

Grande beijo

Lia Clerot

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot