Imprimir

Como decifrar a linguagem corporal dos seus filhos

 

As crianças costumam usar sinais silenciosos para se comunicar

Se tem perguntas que surgem na cabeça de diversos pais é como descobrir alguns sinais que seus filhos dão. E hoje aqui no blog quero compartilhar com vocês sobre esse assunto que aflige muitos pais, dando algumas formas para decifrar a linguagem corporal dos seus filhos. Li esse artigo sobre o tema e achei muito interessante postar aqui para vocês porque é fundamental falar, para que a relação filho X pais seja ainda melhor.

Confira quatro sinais comuns – e o que você pode fazer para melhor sintonizar a sua criança. Seu filho está com os braços cruzados na frente de um brinquedo novo. O que você acha que significa: Esqueçe! Eu não estou interessado! O que provavelmente significa: Eu estou me sentindo apreensivo! Difícil de acreditar, mas uma pequena cruzada de braço pode ter mais de 67 interpretações, diz o especialista em linguagem corporal Patti Wood, autora de Success Signals. Para uma criança, é mais provável que um sinal de que ele está se sentindo desconfortável. Seu filho pode não ser capaz de dizer: Eu não quero este cavalo de balanço desconhecido perto de mim; por exemplo, mas ele pode proteger-se dele por dobrar os braços para criar uma barreira protetora. Crianças dessa faixa etária gostam de explorar coisas novas, por isso, se ele parece interessado em alguma coisa, ele pode apenas estar aumentando a sua coragem.

Próximo passo: Se ele está hesitante para experimentar o novo cavalo de balanço, deixe para lá. Mais tarde, você pode encorajá-lo a brincar com ele novamente usando sua própria linguagem corporal para mostrar que você gosta do brinquedo: Mova-se lentamente com a mão, ou faça uma mímica como se estivesse montando nele e diga: Uau, isso é muito divertido! Mas não o force a subir no brinquedo, isso pode transformar sua apreensão em medo, e leva-lo a ficar com raiva. Quando ele se sentir seguro e curioso o suficiente, ele vai estar disposto a tentar brincar, explica Wood.

 

Em vez de dizer Olá à tia Sara, seu filho coloca a camisa sobre a cabeça. O que você acha que significa: eu não quero vê-la! O que provavelmente significa: eu não quero que ela me veja! A reação de seu filho é provavelmente mais sobre ele do que sua tia. Primeiro, tente olhar para o rosto dele. Se ele estiver sorrindo, ele pode apenas estar brincando. Crianças estão lidando com muitas das novas emoções, e eles nem sempre sabem como expressá-las. Seu próximo passo, não faça disso uma grande coisa. Você pode só dizer: Ah, ele é apenas tímido fazer sua tia se sentir melhor, mas evite rotular o comportamento do seu filho na frente dela. Tente descrever o que está acontecendo: Parece que você está um pouco inseguro. Vamos dar-lhe um pouco de tempo, e você pode se juntar a nós, quando quiser. Em seguida, fale coisas boas da tia Sara para mostrar que ela é divertida de estar ao por perto.

 

Quando você entra no quarto, o seu filho de 2 anos não te olha nos olhos. O que você acha que significa: eu fiz algo ruim (e eu não quero que você saiba disso). O que provavelmente significa: Eu me sinto mal por algo que eu fiz. Falta de contato olho no olho do seu filho nem sempre é um sinal de que ele está tentando ser espertinho. Junto com timidez, ele também está começando a lidar com sentimentos de vergonha e remorso – e isso é bom.

Próximo passo: Fique calma se parece que seu filho está escondendo algo. Seu primeiro pensamento poderia ser de procurar rastro de migalhas do bolinho, mas ele pode estar simplesmente chateado que ele derrubou torre de blocos de sua irmã. Seja qual for o caso, a melhor maneira de responder é mantê-lo positivo. Se você sabe o que deu errado, fale com ele e diga para não fazer novamente. Se você não tiver certeza, diga: Eu sei que algo aconteceu e está tudo bem – eu te amo. Desta forma, ele vai se sentir seguro o suficiente para não tentar esconder as coisas de você.

 

Os seu filho de 1 ano de idade, te dá empurrões ou corre pra longe de você. O que você acha que significa: Fique longe de mim! O que provavelmente significa: Eu posso fazer isso sozinho! O que pode parecer um insulto, é na verdade uma boa notícia. Seu filho está começando a confiar em si mesma e o mundo ao seu redor. Próximo passo: Tente não levar para o lado pessoal – seu filho ainda precisa das suas experiências. Se ele quer examinar uma árvore no parque, deixe-o tocar a casca ou cheirar as folhas. Evitar intervir a não ser que ele está fazendo algo perigoso, como pegar um galho afiado.

 

publicidade-1
publicidade-2
publicidade-3

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot