Imprimir

Criando crianças mais fortes para a vida

Meninas, tudo bem?  Hoje vou compartilhar com vocês um artigo muito interessante que saiu no site psicologiasdobrasil.com.br. Fala que as emoções desempenham um papel determinante na hora de transformar uma criança em um adulto feliz e de sucesso. Que ter consciência emocional é o melhor veículo para a mudanças em nossas vidas e que os pais desempenham papel fundamental para que seus filhos sejam capazes de ter sentimentos sobre os seus próprios sentimentos, ou seja, sendo crianças mais fortes.

Explica que se o desenvolvimento de uma criança se desvia, ela sofrerá como consequência uma grande variedade de problemas pessoais e sociais ao longo da sua vida. Neste caso estaremos criando crianças vulneráveis em vez de crianças fortes.

Eles citaram no artigo uma história que está no livro “Inteligência Emocional para as crianças” de Shapiro Lawrence. Confira:

“Martin é uma criança de seis anos cujos pais estavam passando por um processo de divórcio muito nocivo. O pai de Martin insistia para que ele pegasse um voo para visitá-lo em Boston todos os fins de semana, enquanto a sua mãe tinha a custódia durante a semana em Richmond, Virginia. Martin mal falava durante toda a viagem de ida de duas horas e meia, e insistia em ir para a cama assim que chegava a qualquer uma das suas duas casas. Depois de dois meses deste sistema, Martin começou a se queixar de dores no estômago, e sua professora apontou que na escola ele quase não falava com ninguém.

Durante a audiência de custódia, o advogado de Martin lhe perguntou:

– Como você se sente visitando seu pai todos os fins de semana?

– Não sei – respondeu Martin.

– Bom, você fica contente de ver o seu pai quando chega a Boston? – perguntou seu advogado, controlando as suas próprias emoções e procurando não induzir Martin a uma ou outra resposta.

– Não sei – voltou a responder Martin, com um tom monótono que mal se ouvia.

– O que você me diz da sua mãe? Você se sente bem vivendo com ela durante a semana? – perguntou o advogado, percebendo que obteria uma única resposta de Martin durante o procedimento.

– Não sei – disse Martin, mais uma vez, e nada no seu comportamento sugeria que soubesse.”

 

Essa história nos ensina que se privarmos nossas crianças de um desenvolvimento emocional adequado, obteremos como consequência a incapacidade de compreender e evoluir de acordo com seus sentimentos e emoções. Os pais tem papel fundamental na vida de uma criança porque ensiná-las a observar, comunicar e aprender sobre suas emoções não é tarefa fácil, mas ajudará no seu desenvolvimento e no seu sucesso vital. Fazer com que uma criança seja consciente daquilo que provoca sentimentos frustrantes, negativos, positivos e prazerosos é uma forma de ajudá-lo a compreendê-los e controlá-los.

publicidade-1
publicidade-2
publicidade-3

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot