Imprimir

Esteja atenta as emoções do seu parceiro

Pesquisa indica que uma comunicação efetiva é fundamental  para ter um casamento duradouro

 

E lá vamos de pesquisa meninas. Vocês  sabem que eu adoro e sempre que vejo uma quero compartilhar por aqui. A de hoje é sobre casamento, mas acho que serve também para qualquer tipo de relacionamento. Cientistas do Instituto de Pesquisa Rotman e da Universidade de Toronto, ambos do Canadá, examinaram os cérebros de 14 mulheres de 72 anos, todas casadas há cerca de 40 anos. Essas senhoras, no experimento, assistiam vídeos curtos, protagonizados pelos próprios maridos ou desconhecidos, demostrando emoções diferentes do que sugeria a legenda do vídeo. Se um dos maridos aparecesse na tela sorrindo, por exemplo, a legenda diria que ele estava pensando em uma situação triste que ambos viveram.

 

Essa separação entre a imagem e a legenda tinha um propósito: testar se a esposa entendia os sentimentos do marido em um contexto que ela, pessoalmente, teria uma reação diferente. A conclusão que se tirou dessa pesquisa é que conhecer as emoções do parceiro e como ele as demonstra, em especial as felizes, é sinal de uma relação duradoura.

Fica a confirmação do por que nos sentimos tristes e aborrecidas quando compartilhamos algo com o nosso cônjuge e ele não demonstra muito interesse. Devemos prestar atenção se não estamos tendo essa atitude também porque, muitas vezes, não percebemos. A parceria, o apoio mútuo, o interesse nos projetos do outro, torcer por ele, são um dos maiores segredos para o relacionamento dar certo.

Vivemos em uma sociedade extremamente prática e objetiva e para que isso não atrapalhe e que tenhamos relacionamentos duradouros e de sucesso, precisamos doar tempo e estarmos dispostas a conversar e compreender o nosso parceiro. Não deixe o excesso de individualidade tomar conta do seu relacionamento. Sempre pergunte a ele ou ela como foi o dia, se teve alguma conquista, alguma perda, perceba o ambiente que sua casa se encontra. Ás vezes, o que o parceiro demonstra não é bem a realidade. Fique atento a como ele está. Estar disposta a ouvir é primordial.  Acho que vale refletirmos sobre o assunto…

publicidade-1
publicidade-2
publicidade-3

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba por e-mail novidades exclusivas da Lia Clerot